CBCA
CBCA

Ana Sátila conquista inédito ouro em etapa da Copa do Mundo de canoagem slalom

Brasileira ultrapassa duas norte-americanas e uma checa para vencer a prova na modalidade K1 Extreme Feminino

Estadao Conteudo

03 de setembro de 2017 | 17h36

Uma das promessas brasileiras para evoluir no seu esporte e até ganhar alguma medalha olímpica, Ana Sátila conquistou neste domingo um inédito ouro na etapa da Itália da Copa do Mundo de Canoagem Slalom, realizada na cidade de Ivrea. Na final do K1 Extreme Feminino, uma nova modalidade do esporte, ela disputou a final com duas norte-americanas e uma checa.

Além da medalha de ouro, a brasileira chegou a duas semifinais nesta etapa italiana. Pedro Gonçalves e Charles Corrêa também trouxeram bons resultados para o país e agora as atenções se voltam para a competição que acontecerá no próximo final de semana em La Seu d´Urgell, na Espanha.

Ana Sátila foi a mais rápida no K1 Extreme Feminino ao vencer a checa Amalie Hilgertova e as norte-americanas Sage Donnelly e Tracy Hines em uma disputa emocionante. "Estou muito feliz, muito obrigado a todos pela torcida, vou continuar sempre dando o meu melhor para conquistar bons resultados ao Brasil", agradeceu a atleta.

A modalidade "Extreme", que também já foi chamada de "Caiaque Cross", entrou no ano passado no circuito de competições internacionais da canoagem slalom - ela consiste em uma bateria de tomadas de tempo nas classificatórias e as semifinais e finais são realizadas com quatro embarcações descendo simultaneamente em um percurso com balizas. Ganha quem chega primeiro no final da prova.

Já Pedro Gonçalves disputou a semifinal do K1 Masculino e chegou perto de estar pela primeira vez na final de uma etapa da Copa do Mundo. "A pontinha do meu remo pegou na baliza 20, se não tivesse tocado eu estaria entre os 10. Estamos trabalhando forte para conseguir chegar na tão sonhada final", comentou Pepê, que ficou em 17.º lugar.

Charles Corrêa foi à semifinal do C1 Masculino e ficou na 25.ª colocação. "Tive alguns erros técnicos que estou analisando, mas acredito que depois dessa avaliação posso buscar mais uma semifinal na Espanha também", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.