David Becker/AP
David Becker/AP

Anderson Silva volta atrás e quer revanche contra Weidman no UFC

Ex-campeão dos médios pode reencontrar norte-americano ainda neste ano

O Estado de S. Paulo

10 de julho de 2013 | 14h54

SÃO PAULO - A derrota de Anderson Silva para Chris Weidman continua rendendo muito. Longe de estar descartado, o reencontro entre os dois pesos médios pode ocorrer ainda neste ano. Isto porque se antes a vontade de ver a revanche era só de Dana White, presidente do UFC, agora Anderson Silva também parece estar disposto a encarar o norte-americano novamente.

O brasileiro, que foi nocauteado por Weidman no último domingo, interrompendo uma sequência de 16 vitórias consecutivas no evento, havia garantido, ainda no octógono, que não lutaria mais pelo cinturão dos médios. Dono do título mundial por sete anos, o lutador de 38 anos disse estar muito cansado e que seu foco era passar um tempo com a família. Chegou a cogitar até a aposentadoria depois do revés. Mas tudo isso já faz parte do passado.

Segundo o site MMA Fighting, fontes muito próximas ao brasileiro afirmaram que o ex-campeão tem vontade de reencontrar o norte-americano ainda neste ano. "Fontes dizem que Anderson Silva nunca esteve tão motivado para enfrentar alguém e que, depois de 24 horas da luta, ele já estava fazendo brincadeiras, dizendo que a revanche poderia ocorrer ainda nesta semana. Isso só mostra o quanto ele quer se vingar de Weidman", diz a matéria.

Dana White já havia sido categórico na coletiva do UFC 162, em Las Vegas, Estados Unidos, ao dizer que Anderson gostaria de ter mais uma chance de ostentar o cinturão. E afirmou isso mesmo contrariando as palavras de Spider no dia da luta. "Será a maior luta que o UFC já teve", declarou o chefão do evento.

Com a mudança de planos do brasileiro, falta apenas acertar uma data para o tão aguardado reencontro. Dana White havia dito que a revanche poderia ocorrer em fevereiro de 2013, durante o Super Bowl. Mas há a possibilidade de Anderson Silva voltar a figurar entre os campeões e, quem sabe, retomar o posto de líder do ranking peso por peso até dezembro deste ano.

Tudo o que sabemos sobre:
UFCAnderson SilvaChris Weidman

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.