André Azevedo fica em 10º nos caminhões

O piloto francês David Frétigné (Yamaha), nas motos, o norte-americano Robby Gordon (Volkswagen), nos carros, e o holandês Hans Bekx (DAF), nos caminhões, ganharam a primeira etapa do Rali Paris-Dacar, disputada, hoje, na praia de Castelldefelds, periferia de Barcelona, composta de apenas seis dos 8.953 quilômetros da competição que termina dia 16 em Dacar, capital do Senegal. O melhor brasileiro classificado foi André Azevedo, ao lado de Luiz Azevedo e Mira Martinec, que terminou em décimo lugar na categoria caminhões com o tempo de 6min13, 53s atrás do líder. "A gente tira esta diferença no deserto", afirmou André, confiante. Klever Kolberg, ao lado do navegador Lourival Roldan, completou o percurso em 4min59, na 26.ª colocação entre os carros, 39s atrás do primeiro classificado. "O importante desta etapa foi perceber que o carro está excelente", disse Kolberg, que admitiu ter ficar nervoso com a estréia. Ele também afirmou que precisou fazer duas ultrapassagens que acabaram prejudicando seu tempo final. O favorito japonês Hiroshi Masuoka, da Mitsubishi, teve de se contentar com o segundo lugar, dois segundos atrás de Gordon.Jean Azevedo, com sua moto, precisou de 5min23 para completar a etapa, 1min13 atrás de Frétigné. O francês Cyril Despres, apontado como o maior destaque na categoria, terminou em segundo lugar, oito segundos atrás do líder. SILÊNCIO - O Paris-Dacar começou com um minuto de silêncio em memória das mais de 120 mil vítimas do tsunami na Ásia. A etapa de amanhã é a maior do rali. Serão 919 quilômetros de Barcelona até Granada, ainda em território espanhol. Antes da largada da primeira etapa, os pilotos foram informados de uma mudança no regulamento. Nas duas etapas chamadas Maratona os veículos não poderão ter assistência técnica ao chegar ao acampamento. Ao final da etapa, pilotos e navegadores poderão mexer nos veículos por 15 minutos.» Leia mais sobre o rali Dacar

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.