Igor Gomes
Igor Gomes

André Pássaro vive mais uma 'experiência notável' na Pororoca do Rio Mearim

Além da aventura dentro d’água, o surfista conversou e interagiu com a população de Arari, no Maranhão

Redação, O Estado de S.Paulo

23 de maio de 2022 | 18h26

O surfista André Pássaro viveu na cidade de Arari (MA) mais um grande momento em sua carreira. O ‘Big Rider’ (surfista de ondas grandes) voltou a surfar na Pororoca Maranhense e, tanto dentro do Rio Mearim, como fora dele, viveu experiências extremamente agradáveis e notáveis.

“Não tenho palavras para descrever essa Surf Trip, estava precisando disso. Sentir novamente essa energia, em cada bancada que surfava sentia a mesma emoção da primeira vez que surfei nesse local. Em algumas ondas passei dos 10 minutos surfando, mesmo sendo pequenas, ia até o final. Fui com uma prancha exatamente para isso, pois não queria perder nenhuma onda e aproveitar ao máximo esse fenômeno”, relatou André.

O momento mais marcante descrito por André, aconteceu quando o piloto do Jet Sky, Edenilton, o conduziu para outra bancada e o representante de Rio das Ostras avistou de longe vários surfistas ribeirinhos esperando a onda chegar perto deles. “Pedi para o piloto me deixar na bancada próximo a eles. Não pensei duas vezes em dividir a onda, afinal são os locais, os moradores daquele lugar e queria sentir aquilo tudo de perto. E fluiu muito bem, já que surfamos por mais de seis minutos na onda, até que estávamos quase todos em pé e demos as mãos, tornando aquele momento único. Senti uma energia tão forte que não parava de gritar: ‘Auera auara’, é uma saudação deles como se fosse o nosso ‘Aloha’ no surf de água salgada”, descreveu Pássaro.

Por onde passou em Arari, André recebeu o carinho da população. “Não imaginava que ainda lembravam de mim, depois de tanto tempo. Trata-se de um povo muito receptivo e que merece todo respeito, principalmente as comunidades ribeirinhas que contam com vários surfistas. Senti tudo aquilo de perto e fiquei feliz demais”, explicou o surfista de Rio das Ostras, que viajou acompanhado pelo filmaker Igor Gomes.

As emoções não pararam por aí, Pássaro viveu uma experiência pessoal sensacional. “Quando fui na casa de uma moradora para tomar água descobri que dos filhos da moradora da comunidade era meu fã. Não acreditei muito na hora, mas quando ele me mostrou a foto no celular, comecei a chorar igual criança, não imaginei que aquela nova geração lembrava de mim. Todos eles pedindo para tirar foto comigo e me dando todo esse carinho, só fez com que eu ainda me apaixonasse mais por aquele lugar”, descreveu.

Para fechar, André fez uma ação social no último dia, levando algumas guloseimas para a garotada ribeirinha. “Além disso, tive a chance de contar um pouco da minha história. Demostrar o quanto foi difícil chegar aonde cheguei, mas que nunca desisti. Relatei que transformei cada dificuldade em motivação. Eles ficaram super animados e passei toda a manhã com as crianças, jovens e com os pais, fechando a minha Trip”, acrescentou.

Tudo o que sabemos sobre:
surfeAndré PássaroArari [MA]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.