Antes de comemorar, Dunga perde a calma e retruca ofensa de torcedor

Dunga comemorou o 19º jogo seguido de invencibilidade na seleção e a 11ª vitória consecutiva. Seu trabalho deixa de ser contestado e passa a ser respeitado. A CBF já definiu que ele será o técnico na Copa do Mundo. Não há motivos para crise. Muito pelo contrário. Mesmo assim, não consegue segurar seu ímpeto nervoso e tem perdido a paciência com relativa frequência nas últimas semanas. Ontem, por exemplo, irritou-se ao receber algumas vaias depois que o Chile fez o segundo gol e empatou o jogo. Um torcedor chegou a hostilizá-lo. Após o terceiro gol do Brasil, marcado por Nilmar, de cabeça, Dunga virou-se para esse torcedor e retrucou os xingamentos.

Almir Leite, SALVADOR, O Estadao de S.Paulo

10 de setembro de 2009 | 00h00

Acesse o canal e veja o mapa dos países classificados ao Mundial

O treinador minimizou o incidente e, na entrevista, fez questão de elogiar o desempenho do time. "Esses jogadores têm vontade de atuar pela seleção, mostraram isso depois que o Chile empatou e o estádio se calou", comentou. "Quando o grupo está focado no trabalho, as coisas acontecem", prosseguiu. "O grupo está no caminho certo, mas ainda não totalmente definido."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.