Antes do jogo, times se unem pela candidatura de 2018

A rivalidade entre Barcelona e Real Madrid teve alguns minutos de trégua ontem pouco antes do início do clássico no Camp Nou. Jogadores das duas equipes se uniram pela candidatura de Espanha e Portugal para ficar com a sede da Copa do Mundo de 2018 e posaram para fotos com uma camiseta a favor da candidatura conjunta dos dois países.

, O Estado de S.Paulo

30 de novembro de 2010 | 00h00

Espanhóis e portugueses competem com Inglaterra, Rússia e Bélgica-Holanda. O anúncio da Fifa será feito nesta quinta-feira. Os dirigentes da Real Federação Espanhola de Futebol aproveitaram a grande audiência da partida, que foi vista por cerca de 400 milhões de pessoas em todo o mundo, para incrementar a candidatura conjunta dos dois países.

Os pilotos de motociclismo Marc Márquez (125 cc), Toni Elias (Moto2) e Jorge Lorenzo (MotoGP) foram homenageados antes do início do jogo pelos títulos conquistados no ano.

Mas nem só de gentilezas foi feito o grande clássico espanhol. O ônibus que levou a delegação do Real Madrid do hotel ao estádio foi apedrejado, apesar do forte sistema de segurança. Ninguém saiu ferido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.