Antônio Carlos pede tempo e diz entender vaias

Antônio Carlos pede tempo e diz entender vaias

Antônio Carlos pede tempo e reforços para conseguir dar uma melhorada no Palmeiras. Vaiado ontem, o treinador quer a torcida calma para o resto da temporada. ''Estamos tranquilos no que estamos fazendo'', afirmou.

, O Estadao de S.Paulo

28 de março de 2010 | 00h00

O técnico sabe, porém, que a melhora não será de uma hora para outra. Na quarta-feira, a equipe já tem desafio contra o Paysandu, pela Copa do Brasil. "O torcedor tem de saber que este é um jogo importante", falou. "Mas é com o tempo e qualificando o elenco que vamos dar um jeito no Palmeiras", declarou. "Temos de ter tempo para treinar. Hoje (ontem) colocamos em campo uma equipe diferente."

O treinador lamentou a pressão que a torcida tem exercido no grupo. "Jogamos com quatro jogadores da base, são garotos que vão ter um bom futuro aqui e eles mereciam o apoio do torcedor."

Sobre as vaias, disse estar tranquilo no cargo. "As críticas fazem parte do trabalho de qualquer profissional e infelizmente elas vão aparecer por tudo o que aconteceu até agora."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.