Aos 15 anos, Mayra leva prata e Luciano é bronze no judô

Mayra Silva abriu mão da festade 15 anos e de sair com as amigas para se dedicar ao judô. Arecompensa veio com a medalha de prata nos Jogos Pan-Americanosdo Rio de Janeiro, nesta sexta-feira. A brasileira, que completa 16 anos no próximo dia 3 deagosto, perdeu a luta decisiva para a norte-americana RondaRousey na categoria até 70 quilos por ippon restando 16segundos para o final do combate. "Trabalhei duro para isso...Tive que abrir mão de muitacoisa. O judô é minha vida, é o que eu gosto de fazer", disseMayra em entrevista coletiva. A técnica da equipe brasileira, Rosicleia Campos, acreditaque a inexperiência de Mayra contou a favor de Rousey nadecisão. "Mayra ainda não é completa, tem muito trabalho aindaa fazer. O ritmo dela caiu um pouco na luta e a outra cresceu",explicou a treinadora. A brasileira admitiu que ainda tem muito o que evoluirfísica e tecnicamente, mas ressaltou que a experiênciaadquirida neste Pan lhe valerá muito para o seguimento dacarreira. "Tudo vale como experiência. Vou pegar tudo o que aconteceue passar para os treinos, e vou aprendendo com isso", declaroua atleta, que ainda é faixa marrom e que deve passar para apreta ainda este ano. BRONZE DE LUCIANO Na categoria até 100 quilos, o brasileiro Luciano Corrêaficou com a medalha de bronze. Ele perdeu na semifinal para ocubano Oreidis Despaigne e venceu o venezuelano Albenis Rosalesna decisão pelo bronze. "Foi um descuido meu, ele pegou minha manga e entrou ogolpe", disse ele sobre a derrota para o cubano. "Para mim foi um choque, porque a gente sempre se preparapara a medalha de ouro, mas deixei a parte negativa para trás epeguei a parte positiva para disputar a medalha", completou. Amante de música clássica, o judoca afirmou que a música oajuda na concentração, algo fundamental no judô, segundo ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.