Sergio Carvalho/Estadão
Sergio Carvalho/Estadão

Aos 52 anos, Joaquim Cruz vai ao Parapan de Toronto como guia

Campeão olímpico será guia de americana com deficiência visual

Estadão Conteúdo

08 de agosto de 2015 | 10h09

Um dos maiores atletas da história do Brasil está em Toronto e vai participar dos Jogos Parapan-Americanos, que tiveram cerimônia de abertura realizada na sexta-feira à noite. Único campeão olímpico do atletismo brasileiro em provas de pista, Joaquim Cruz será guia de uma norte-americana com deficiência visual.

Aos 52 anos, Joaquim Cruz decidiu correr o Parapan porque dois guias norte-americanos tiveram problemas na emissão de passaportes. O campeão olímpico dos 800 metros nos Jogos de Los Angeles, em 1984, nunca parou de correr. Mantém a boa forma e decidiu se arriscar numa nova empreitada, para ajudar sua atleta Ivonne Mosquera-Schmidt nos 1.500m.

"Como sou um treinador dinâmico, nunca mando meu atleta para casa se o guia dele falta. Eu prefiro eu mesmo guiá-los. Fiz isso com o David Brown (prata nos 400m no Mundial Paralímpico de 2013) e a Ivone faço de vez em quando, quando precisa", afirmou Joaquim Cruz.

O veterano, entretanto, é mais rápido que Ivonne e não precisará de grande esforço para competir em Toronto. "O fato de eu ter mantido minha forma, de ter mantido minhas corridas diárias, ajuda. E o ritmo da Ivone é um pouquinho mais macio, mais lento do que posso fazer, ou pelo menos assim espero", brincou. "É complicado, porque o objetivo é fazer com que ela fique mais rápida e, ao mesmo lado, como guia, tomara que ela não vá muito mais rápido do que posso guiar."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.