Arquivo/AE
Arquivo/AE

Aos 80 anos, morre o locutor Walter Abrahão que criou o 'oxo' e o replay

Narrador dos mais populares da história, jamais perdeu o estilo simples e o sotaque caipira

, O Estado de S.Paulo

09 de agosto de 2011 | 00h00

SÃO PAULO - Frases como "Tá gordo o Geraldo, hein?" e "O jogo segue OXO (pronunciava ocho para designar um placar sem gols)", além de chamar Pelé de "Ele" foram algumas das características do locutor Walter Abrahão. Formou ao lado do repórter Ely Coimbra e do comentarista Geraldo Bretas, ambos também falecidos, uma das equipes mais famosas do telejornalismo esportivo.

Walter Abrahão começou a trabalhar na Rádio Tupi e Difusora. Depois passou por TV Tupi, SBT e TV Manchete. Participou da transmissão de seis copas do mundo (1962 - Chile; 1966 - Inglaterra; 1970 - México; 1974 - Alemanha; 1978 - Argentina; e 1986 - México).

Em 1963, Walter Abrahão foi o criador do quadro bi-lance, que consistia em repetir momentos polêmicos da partida durante o jogo, a primeira versão do replay. Foi dele também a ideia de eleger o melhor jogador em campo.

Walter Abrahão não limitava seu trabalho apenas ao futebol. Momentos importantes do basquete, do vôlei, do tênis e do boxe também foram registrados pelo seu trabalho.

Ganhou notoriedade nacional, mas jamais perdeu seu estilo simples, o sotaque caipira e não deixou que o sucesso o tornasse uma "estrela".

Recebeu os troféus Imprensa, Roquette Pinto, Gandula e Rio de Janeiro. Advogado formado, Walter Abrahão foi vereador por São Paulo, eleito em 1988 e 1992. Nascido em 5 de janeiro de 1931, em Piraju (SP), morreu nesta segunda-feira, vítima de câncer no pulmão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolWalter Abrahãomorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.