Kirsty Wigglesworth/ AP
Kirsty Wigglesworth/ AP

Inglaterra vence, mas decepciona na abertura do Mundial de Rugbi

Anfitriões garantem resultado de 35 a 11 sobre Fiji no final do jogo

AP

18 de setembro de 2015 | 20h38

Depois dos fogos de artifício da divertida cerimônia de abertura, a primeira partida da Copa do Mundo de rúgbi foi decepcionante para os donos da casa, já que Fiji foi responsável pela própria derrota por 35 a 11 para a Inglaterra no estádio Twickehnham, em Londres, nesta sexta-feira. 

Os ingleses marcaram quatro tries, contra apenas um dos fijianos, mas não deixaram o resultado seguro até que o flyhalf Owen Farrell, substituto de George Ford, lançou seu primeiro chute no gol para fazer 21 a 11 a 12 minutos do final. Fiji tinha acabado de chutar um pênalti para diminuir a diferença para sete pontos, e o tento de Farrell reergueu a distância para 10, número que não seria superado pelos fijianos. 

Na verdade, o pênalti de Farrell, junto com a entrada de jogadores descansados, trouxe vida à Inglaterra, os fazendo correr forte contra Fiji e encontrarem buracos até então escondidos nos 70 minutos iniciais. Antes do apito derradeiro, o fullback Mike Brown ainda marcou seu segundo try, e, nos acréscimos, o reserva utilizado da terceira linha Billy Vunipola precisou de um replay de vídeo para confirmar o quarto try, o que rendeu aos ingleses um ponto extra na tabela do Grupo A. 

Mas a Inglaterra não conseguiu cumprir a expectativa de jogar a abertura do torneio em casa, nem o barulho de mais de 80 mil pessoas no estádio. Os fijianos poderiam receber algum crédito por isso, por atuarem de forma dura, estragando a defesa adversária. Os visitantes, que nunca venceram a Inglaterra, minaram sua próprias chances após concederem um try de pênalti logo no segundo minuto e perderem temporariamente seu melhor jogador, Nikola Matawalu. Neste período, concederam mais cinco pontos para a Inglaterra.

Fiji também encontrou a defesa inglesa , e se livrou da bola mais vezes do que o normal; O único try dos visitantes veio através de um chute, lançado pelo flyhalf Ben Volavola para o Winger letal Nemani Nadolo. 

Uma pena que Volavola e Nadolo não alinharam as traves de forma tão perfeita, já que eles desperdiçaram 11 pontos, o que deixaria a Inglaterra ainda mais amedrontada. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.