Divulgação
Divulgação

Aplicativo do Rio 2016 traz interatividade e pode levar fã aos Jogos

'Meu Rio 2016' está disponível para Android, iOS e web

Gustavo Zucchi, O Estado de S. Paulo

09 de março de 2016 | 10h00

A Olimpíada do Rio começa oficialmente apenas no dia 5 de agosto (com os os Jogos Paralímpicos tendo sua abertura no dia 7 de setembro). Mas para quem já estiver no clima do evento, o aplicativo oficial 'Meu Rio 2016' já foi lançado e pode até mesmo levar os usuários para conferir "in loco" as competições. Voltado especialmente para interatividade, tanto entre usuários quanto com os organizadores, o projeto é uma das apostas do comitê organizador para aumentar o engajamento dos fãs até o acendimento da pira.

"A gente quer trazer as pessoas para se sentir parte dos Jogos Olímpicos", explica a diretora de comunicação do comitê olímpico, Adriana Garcia. "Estamos aqui no trabalho de construir memórias inesquecíveis e é isso que a gente deve começar a fazer com o aplicativo", diz. Ao todo, serão três fases, com a primeira, que dura até o início do revezamento da tocha olímpica, em maio. Até lá, os fãs poderão aproveitar desde curiosidades sobre o evento, jogos de perguntas e respostas e intensa interatividade com as redes sociais. 

"A gente sempre quis trazer o máximo de interatividade possível para as comunicações digitais. Houve uma recomendação do COI de lançar os aplicativos antes possível para dar tempo para as pessoa baixarem e se familiarizarem com ele. Para nós, os jogos começam com o revezamento da tocha em maio. Então, ele seria lançado em 26 de abril. Só que esse aplicativo não é tão participativo e surgiu a questão: 'E se a gente conseguir chegar em maio, quando lançaremos o aplicativo, tendo uma base pornta e a gente puder fazer o que a gente quiser de interatividade, melhor'", diz Adriana.

Em pouco mais de um mês, o aplicativo já contabiliza 30 mil usuários e a expectativa é que até o revezamento da tocha olímpica chega aos 100 mil. Utilizando o sistema, o fã poderá competir, compartilhar e aproveitar a experiência junto com seus amigos. Os mais ativos já recebem vários prêmios, incluindo ingressos para as competições, segundo Adriana Garcia. "A gente está preparando várias surpresas. Esta semana, decidiu-se que vai dar ingresso para o judô. Semana que vem podemos trazer as pessoas aqui no comitê e levá-las em outro tipo de atividade. A gente pode mandar alguma coisa para elas, como um brinde".

MUNDO TODO

A segunda fase do sistema, que começa com o revezamento da tocha, o número de informações sobre o trajeto e os condutores será destaque no aplicativo, que será atualizado. Já a partir do dia 5, a atenção de todos estará nos campos, nas quadras, nas pistas e nas piscinas. O quadro de medalhas e a programação ganhará seu espaço no sistema. 

"A gente sabe que tem vários perfis de pessoas. Têm as que adoram esporte e seguem as modalidades, têm pessoas que só vão se interessar mais para frente", explica a diretora de comunicação. O aplicativo já tem versões em inglês e espanhol e deve ganhar em breve tradução para o mandarim. A versão web terá o francês como diferencial. "Tem também a questão de você atender pessoas que estão acompanhando os Jogos fora do Brasil. As informações mais acessadas, e que faz o site ser o mais acessado do mundo durante os Jogos, basicamente é em busca de duas informações: resultados e calendário", relata Adriana. Ele está disponível para os sistemas Android e iOS. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.