Apoiada pela torcida local, Gana é a esperança da África

JOHANNESBURGO

, O Estado de S.Paulo

24 de junho de 2010 | 00h00

O torcedor que foi ao Soccer City ? e não era alemão, óbvio ? apoiou Gana sem parar. As vuvuzelas aumentavam de intensidade a cada ataque ganês. E as vaias eram ouvidas toda vez que Carlos Eugênio Simon apitava uma falta a favor da Alemanha.

Agora, a seleção espera que o apoio continue nas oitavas de final. Se depender do povo africano, ela pode ficar segura. "Espero que os sul-africanos continuem a nos apoiar", pediu o técnico Milovan Rajevac. "Essa torcida nos ajudará muito. Nossa classificação foi muito importante para a gente e para a África. Estou muito emocionado."

O treinador lamentou as chances desperdiçadas pelos jogadores. Foram ao menos duas claras situações de gol. "É importante que a gente seja mais eficaz no resto da competição", pediu. "A Alemanha marcou quando estávamos melhores, em que dominávamos o jogo", lamentou. / D.A.B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.