Após bater recorde, Phelps é o 2º na final dos 100m borboleta

Pela manhã, nadador mostrou que está de volta aos melhores com o melhor tempo do mundo, mas não repetiu façanha na decisão

Estadão Conteúdo

08 de agosto de 2014 | 23h48

Na manhã desta sexta-feira, Michael Phelps mostrou ao mundo que está de volta aos melhores da natação na atualidade ao fazer o melhor tempo do mundo neste ano nos 100 metros borboleta, nas eliminatórias do Campeonato Norte-Americano de Natação, em Irvine, na Califórnia. À noite, na final, não teve o mesmo desempenho e ficou com a segunda colocação.

Com 51s17, Phelps conseguiu a melhor marca de 2014 ao vencer a sua bateria nas eliminatórias. Na final, não foi bem, para os seus padrões, e obteve 51s30, perdendo por apenas um centésimo para Tom Shields. Ryan Lochte, outro astro da natação norte-americana, terminou esta prova dos 100 metros borboleta na quinta colocação com o tempo de 52s21.

Após ficar por menos de dois anos aposentado, Phelps resolveu retornar à natação de competição aos poucos, avaliando o seu desempenho em algumas provas nos Estados Unidos. Em Irvine, o campeonato vale como seletiva para diversos eventos, entre eles o Pan-Pacífico deste ano (na Austrália) e o Mundial de Kazan (Rússia), no ano que vem. Phelps ainda nada os 100 metros costas (sábado) e os 200 metros medley (domingo). Nos 100 metros livre, na última quinta, foi sétimo.

Tendo como meta os Jogos do Rio/2016, Michael Phelps precisava nadar em Irvine, exigência da federação norte-americana, para seguir elegível para Olimpíada. Famoso pela versatilidade, já que chegava a disputar até oito provas diferentes em uma mesma competição, ele tem sido mais econômico neste retorno à natação.

Tudo o que sabemos sobre:
nataçãoMichael Phelps

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.