Após boa estreia de Levir Culpi, Fluminense faz clássico com Botafogo

Aliviado após a estreia com vitória e classificação para a Copa Sul-Minas-Rio, o técnico Levir Culpi terá novo desafio com o Fluminense, no clássico com o Botafogo, neste domingo, às 18h30, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ). O Clássico Vovô é válido pela primeira rodada da segunda fase do Campeonato Carioca.

Thiago Rabello, especial para a AE

13 de março de 2016 | 08h00

O jogo também é considerado o confronto dos opostos. Enquanto o Botafogo teve a melhor campanha geral, o Fluminense só assegurou a classificação para a atual fase do Estadual na última rodada, com uma vitória simples, por 1 a 0, sobre o América. Porém, o aproveitamento anterior não é mais contabilizado.

Diferentemente da estreia, quando optou por um time reserva, Levir não poupará ninguém, mas tem problemas para escalar o time. O centroavante Fred segue em tratamento de uma lesão na coxa e não joga. Suspensos pelo terceiro cartão amarelo, o zagueiro Henrique e o volante Pierre também estão fora. Renato Chaves e Edson ficam com as vagas.

A dúvida é apenas no ataque entre Gerson e Osvaldo. O primeiro foi o melhor em campo na vitória sobre o Criciúma e deve ser o escolhido para atuar, com o avanço de Diego Souza para a posição.

Invicto na temporada e dono da melhor campanha geral do Estadual, o Botafogo tenta repetir o bom aproveitamento competição e vencer novamente o Fluminense, como na primeira fase, na qual bateu o rival por 2 a 0.

Utilizado como meia nos jogos anteriores, o uruguaio Salgueiro será titular, mas dessa vez como centroavante. Ele formará dupla com Ribamar, que ganhou a vaga de Luís Henrique. O jogador tem recebido elogios do técnico Ricardo Gomes, que reafirmou a importância do atleta para o restante da temporada. "O Salgueiro veio para jogar. É um bom jogador, tem qualidade técnica e está aprimorando a parte física", definiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.