Daniel Zappe/CPB
Daniel Zappe/CPB

Após cancelamento do festival, Dia do Atleta Paralímpico será comemorado online

Evento em 2019 contou com a participação de mais de 15 mil jovens; nesta terça-feira haverá bate-papo virtual com campeões paralímpicos

João Prata, O Estado de S.Paulo

22 de setembro de 2020 | 05h00

O Dia Nacional do Atleta Paralímpico, celebrado nesta terça-feira, 22, costumava ser bastante movimentado em anos anteriores, com a realização de um festival que promovia centenas de ações esportivas por todo o País. Mas, devido à pandemia, o evento em 2020 vai acontecer online, com bate-papo virtual.

A edição do ano passado realizou atividades esportivas em mais de 70 cidades brasileiras e contou com a participação de mais de 15 mil jovens de 10 a 17 anos. Agora, em 2020, justamente no ano em que se completa 60 anos da primeira edição dos Jogos Paralímpicos, a saída foram as lives. A cerimônia de abertura dos Jogos de Roma ocorreu em 18 de setembro de 1960. 

A ação online será aberta ao público e será transmitida nos perfis oficiais do Comitê Paralímpico Brasileiro no Facebook, no Tik Tok e no Youtube. O primeiro bate-papo, às 15h, será "Superação é uma ova!" e contará com a participação dos velocistas Verônica Hipólito e Yohansson Nascimento, do nadador Roberto Alcalde, do presidente do CPB e ex jogador de futebol de 5 Mizael Conrado, do youtuber Fred do canal Desimpedidos e da influenciadora digital Isa Meirelles.

"Espero que o público consiga absorver o máximo possível de conhecimento sobre o esporte, sobre a vida do atleta paralímpico", contou o velocista Yohansson Nascimento. "Eu espero não ficar nervoso e ter um apagão mental ao vivo. Vou estar com pessoas muito legais e tenho certeza de que será um bate-papo incrível e muito produtivo", confessou o nadador Roberto Alcalde.

A segunda transmissão terá como tema "Esporte como ferramenta de transformação" e terá a participação do velocista Fabrício Ferreira, da nadadora Susana Schnarndorf, da parataekwondista Débora Menezes, do jornalista Renato Peters e o apresentador e ex-judoca Flávio Canto. "Essa troca de informação, de experiências, agrega muito para a sociedade. Acho que vai ser muito maravilhoso mesmo! Vai ser um evento muito marcante para o Movimento Paralímpico”, contou o velocista Fabrício Ferreira.

O Dia Nacional do Atleta Paralímpico foi instituído via decreto de lei nº 12.622, de 8 de maio de 2012, mas somente começou a ser comemorado a partir de 2014. A data dá sequência ao Dia Nacional da Luta da Pessoa com deficiência, 21 de setembro. 

O Festival Paralímpico para celebrar a data acontece desde 2018. No primeiro ano, foi realizada em 48 cidades com a participação de mais de 7 mil crianças. No ano passado, o evento cresceu e a intenção em 2020 era superá-lo. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.