Após clássico, Ricardo Oliveira pede cautela em jogo contra o Água Santa

O atacante Ricardo Oliveira fez um alerta ao time do Santos nesta sexta-feira. Preocupado com a euforia da equipe após a vitória no clássico com o Corinthians, o artilheiro pediu cautela aos companheiros diante do modesto Água Santa. Para o jogador, o maior adversário deste sábado será o próprio Santos.

Estadão Conteúdo

11 de março de 2016 | 18h30

"Você pega um time do interior e, às vezes, o maior adversário é você mesmo. Você acaba pegando um time que não conhece tanto e o grau de concentração não é o mesmo de um clássico. Por vezes, você está concentrado, mas acaba encarando uma dificuldade inesperada. E estes times estão se preparando desde novembro. Fisicamente eles estão na frente. Nós temos a força técnica, precisamos igualar na parte física", afirmou.

Em razão desta diferença, Ricardo Oliveira prevê problemas ao Santos neste sábado. "Sabemos que vamos encontrar dificuldades. Dá para ver nos números, os times do interior têm dado muito trabalho aos clubes grandes. Nós precisamos, de fato, ficar bastante concentrados para jogar no Pacaembu", projetou.

Para este jogo, o Santos não terá seu principal armador. Lucas Lima cumprirá suspensão por ter levado o terceiro cartão amarelo. Em seu lugar jogará Rafael Longuine. Mas a ausência de Lima não preocupa Ricardo Oliveira.

"O nosso grupo tem peças de reposição que não são consideradas reservas. Somos todos titulares. Eu não estou falando por mim, estou falando o que o meu treinador passa para nós. Todo mundo entra para dar conta do recado", disse o atacante, referindo-se ao técnico Dorival Júnior.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.