Christophe Ena/AP
Christophe Ena/AP

Sagan é expulso da Volta da França por cotovelada em Cavendish

Eslovaco acertou britânico e provocou um acidente sério no sprint final

Estadão Conteúdo

04 de julho de 2017 | 16h22

Depois de dar uma cotovelada no britânico Mark Cavendish e provocar um acidente sério no sprint final para a reta de chegada da etapa desta terça-feira da Volta da França, o eslovaco Peter Sagan foi excluído desta edição da mais tradicional prova do ciclismo mundial. O episódio polêmico aconteceu nos últimos metros do percurso de 207,5 quilômetros entre Mondorf-les-Bains, em Luxemburgo, e a cidade francesa de Vittel, que acabou sendo vencida pelo competidor local Arnaud Démare.

Campeão mundial de provas de estrada em 2015 e 2016, Sagan ocasionou ainda a queda de outros dois ciclistas que vinham atrás, Ben Swift e John Degenkolb, e não tiveram como desviar após a queda de Cavendish. Por causa do acidente, o britânico precisou receber atendimento médico logo em seguida em razão das lesões que sofreu e depois foi encaminhado para exames mais detalhados em um hospital local. As imagens do acidente mostram o eslovaco acertar a cotovelada no concorrente quando ambos faziam o sprint final antes da linha de chegada. Após ser tocado de forma desleal, o britânico atingiu uma barreira de proteção à sua direita e foi ao chão.

Em seguida, Sagan ainda terminou a etapa em segundo lugar, mas recebeu uma punição de 30 segundos, que o relegou ao 115º lugar na classificação deste estágio da competição. O fato também o fez cair da segunda para 15ª posição na classificação geral, mas a sanção maior ainda estava por vir e acabou sendo confirmada.

"Nós decidimos desqualificar Peter Sagan da Volta da França de 2017 depois da tumultuado sprint (final) aqui em Vittel, onde ele colocou em perigo vários ciclistas, incluindo Mark Cavendish e outros que se envolveram no acidente", afirmou Philippe Marien, presidente da Comissão Disciplinar da União Ciclística Internacional (UCI) ao justificar a punição.

O dirigente também destacou que a sanção está alinhada ao fato de que as regras da UCI para as provas que estão sob sua gestão preveem a desqualificação de ciclistas em "casos sérios" como o ocorrido na chegada da etapa desta terça da Volta da França. Neste caso, Cavendish foi levado ao hospital com bastante sangue em sua camiseta e com lesões na mão direita, que recebeu uma atadura, e no ombro.

"Definitivamente eu precisarei de pontos neste dedo (da mão), está sangrando muito", afirmou o britânico, que depois avisou que temia ter sofrido uma lesão ligamentar em seu ombro. "Não sou um médico, mas pelos meus sentimentos não estou otimista", completou.

Sagan chegou a se desculpar com Cavendish logo após o acidente e disse que não atingiu o britânico de forma intencional, assim como lamentou a ocorrência do episódio. "Não é legal um acidente como este", ressaltou. "É o sprint. Eu simplesmente não sabia que Mark estava atrás de mim, ele veio pelo lado direito. Mark estava vindo muito rápido pelas costas e depois eu simplesmente não tive tempo de reagir, de ir para a esquerda, e ele apenas veio em cima de mim e depois foi para a cerca (barreira de proteção)", disse o eslovaco.

Após o acidente, Démare venceu esta etapa com o tempo final de 4h53min54. E o triunfo acabou sendo histórico para os franceses, pois desde 2006 um ciclista da casa não ganhava uma etapa da tradicional prova. Há 11 anos, Jimmy Cásper ganhou o estágio 1 da Volta da França, em Estrasburgo.

Depois da primeira punição aplicada a Sagan nesta terça, o norueguês Alexander Kristoff fechou a quarta etapa da Volta da França em segundo lugar, logo à frente do alemão Andre Greipel no estágio iniciado na cidade natal de Andy Schleck, o campeão da edição de 2010 da prova.

A quinta etapa do tradicional evento será disputada nesta quarta-feira entre Vittel e La Planche des Belles Filles, com um percurso de 160,5 quilômetros.

Tudo o que sabemos sobre:
ciclismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.