Cesar Greco/ Agência Corinthians
Cesar Greco/ Agência Corinthians

Após derrota, Cuca cuida do lado psicológico dos jogadores palmeirenses

'O Cuca comentou para a gente não abaixar a cabeça', diz o volante Thiago Santos

Estadão Conteúdo

01 de novembro de 2016 | 21h35

Preocupado com a queda da qualidade técnica nos últimos jogos, o técnico Cuca fez treinos específicos nesta terça-feira na reapresentação na equipe no CT da Barra Funda após a derrota para o Santos, sábado, na Vila Belmiro. O objetivo principal foi a manutenção da posse de bola.

Cuca dividiu o elenco em duas equipes e incentivou a troca de passes curtos e a movimentação constante. O treinador terá outro empecilho para retomar o bom futebol: a ausência do meia Moisés, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Moisés é um jogador dinâmico e que se destaca pela regularidade: atuou em 31 dos 33 jogos do time no Campeonato Brasileiro.

No primeiro treino de preparação para o confronto com o Internacional, domingo, no Allianz Parque, pelo Brasileirão, Cuca não deu pistas sobre o substituto. Thiago Santos representa maior poder de marcação e liberdade para os avanços de Tchê Tchê; Cleiton Xavier e Allione são mais criativos e poderiam ser opções mais ofensivas para armar as jogadas.

Cuca também mostrou preocupação com o lado psicológico após a derrota que encerrou uma invencibilidade de 15 partidas. Antes do treino, ele teve uma longa conversa com os jogadores. "O Cuca comentou para a gente não abaixar a cabeça. Domingo vamos pegar uma equipe de qualidade (Inter). Falou para a gente trabalhar forte a semana toda", afirmou o volante Thiago Santos em entrevista coletiva.

Faltando cinco rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras tem cinco pontos de vantagem para o Flamengo. Após a derrota para o Santos, Cuca mostrou tranquilidade e reafirmou que a equipe vai fazer três partidas em casa (Inter, Botafogo e Chapecoense). Segundo o treinador, essas vitórias são suficientes para o título.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.