Após desistência, Bach vê Boston não cumprir promessas a comitê dos EUA por Jogos

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, afirmou nesta quarta-feira que Boston não conseguiu cumprir as "promessas'' feitas ao Comitê Olímpico dos Estados Unidos (USOC, na sigla em inglês) quando a cidade foi eleita para ser a candidata do país a abrigar a Olimpíada de 2024.

Estadão Conteúdo

29 de julho de 2015 | 11h01

Bach também disse nesta quarta que o COI tem um "compromisso" firmado com a entidade olímpica norte-americana para que seja anunciada uma nova cidade do país para concorrer a sede dos Jogos, depois da capital de Massachusetts ter desistido da corrida olímpica, atendendo ao apelo popular da maior parte da população de Boston, que rejeitou os altos gastos que implicariam na organização do grande evento - os custos do projeto foram orçados em US$ 8,6 bilhões.

Depois da desistência de Boston, Los Angeles, que já sediou duas edições dos Jogos Olímpicos, desponta como principal favorita a se tornar a nova candidata dos Estados Unidos. Bach, porém, evitou apontar um cidade substituta, sendo que o prazo para as candidaturas serem aprovadas pelo COI vence no próximo dia 15 de setembro.

Para Bach, a candidatura de Boston se mostrou "muito confusa". "Todo dia tinha um novo projeto vindo de Boston ou novas pessoas e novas ideias. Eu realmente desisti de segui-lo em detalhes, mas o que nós poderíamos ver em poucas palavras é que o que aconteceu foi que Boston não cumpriu as promessas feitas ao USOC quando eles foram

selecionados", ressaltou.

Boston anunciou sua renuncia à candidatura aos Jogos de 2024 na última segunda-feira, abandonando uma disputa que hoje conta apenas com Paris (França), Roma (Itália), Hamburgo (Alemanha) e Budapeste (Hungria). Toronto, que acaba de abrigar o Pan no Canadá, e Baku, no Azerbaijão, são outras potenciais candidatas.

Bach, entretanto, está convencido que logo o USOC definirá a nova cidade dos Estados Unidos a se candidatar aos Jogos de 2024, sendo que o país não recebe uma edição da Olimpíada de Verão desde 1996, quando Atlanta foi a sede do grande evento olímpico. Antes disso, Los Angeles foi palco da competição em 1932 e 1984.

"Para nós (do COI) a situação não mudou. Nós temos um compromisso do USOC para a candidatura olímpica para 2024. Nós temos este compromisso. Estamos certos de que o USOC irá cumprir este compromisso, e que teremos em 15 de setembro um candidatura dos Estados Unidos", disse o dirigente, que depois enfatizou: "Os Estados Unidos são um dos poucos países do mundo que têm o luxo de terem um número de cidades que são capazes de organizar os Jogos Olímpicos".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.