Após doping, jamaicana diz que está liberada para correr

A velocista jamaicana Veronica Campbell-Brown afirmou nesta segunda-feira que já está liberada para voltar às competições oficiais. Segundo revelou a corredora, a Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) confirmou sua inocência no caso de doping flagrado no ano passado.

AE, Agência Estado

24 de fevereiro de 2014 | 14h05

O caso de Campbell-Brown seria analisado pela Corte depois que um painel disciplinar da Jamaica recomendou apenas uma advertência à atleta, sem suspensão, em outubro do ano passado. A advertência se referia ao teste positivo para um diurético, proibido, durante uma prova nacional.

Na ocasião, ela havia ficado impedida de competir até que o painel se manifestasse sobre o caso. Agora foi a vez da CAS se pronunciar sobre o caso, segundo revelou a corredora. A Corte, contudo, ainda não se manifestou oficialmente sobre o doping da atleta.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoVeronica Campbell-Brown

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.