Após fiasco de organização e goteiras, seleção feminina de handebol vence Sérvia

O que era para ser um torneio feminino amistoso de handebol entre as seleções de Brasil, Argentina, Sérvia e Eslovênia, com duração possível de três dias, acabou sendo cancelado por conta de goteiras no ginásio Nilson Nelson, em Brasília, e virou um jogo-treino entre as seleções brasileira e sérvia no Centro de Capacitação Física do Corpo de Bombeiros, ainda na capital federal. E quem venceu foram as donas da casa, que ganharam por 24 a 23.

Estadão Conteúdo

29 Novembro 2015 | 18h49

No jogo, o técnico Morten Soubak aproveitou para testar todas as atletas. "Eu gostei do que vi hoje. Estou bem contente. Acho que ficou óbvio que temos que dar um reforço em alguns fundamentos, mas gostei que conseguimos rodar bastante. Todo mundo jogou. Tivemos alguns momentos em que nosso ritmo diminuiu, mas soubemos controlar e retornar para o jogo", afirmou.

"Fizemos uma partida de 20 minutos ontem contra a Eslovênia e conseguimos apontar algumas coisas. Elas entenderam rápido e já colocaram em prática hoje. Nosso ponto forte é a defesa e acho que conseguimos manter aí o nosso foco. A Mayssa e a Babi também foram excelentes hoje, então, obviamente, isso também ajuda", acrescentou.

A partida marcou uma reedição da final do último Mundial, quando as brasileiras saíram campeãs, e também foi a última etapa da preparação para o próximo, na Dinamarca, a partir do dia 5 de dezembro.

No Mundial, Brasil e Argentina fazem parte do Grupo C, que conta também com Coreia do Sul, Alemanha, França e República Democrática do Congo. As brasileiras estreiam no dia 5 contra a Coreia do Sul.

Antes da partida entre Brasil e Sérvia, Argentina e Eslovênia fizeram um confronto também muito equilibrado e terminaram o jogo com tudo igual: 22 a 22. O primeiro tempo foi 11 a 9 para as europeias.

FIASCO - O Torneio Quatro Nações teria jogos na sexta-feira, sábado e neste domingo, mas teve de ser cancelado por conta das goteiras causadas pela chuva no ginásio Nilson Nelson.

Na noite de sábado, Brasil e Eslovênia ainda tentaram entrar em quadra, mas as delegações resolveram interromper a partida com 18 minutos de jogo, pois, graças aos furos no teto, o piso ainda estava molhado e oferecia risco à integridade física das atletas.

Para resolver a preparação das equipes para o Mundial, os jogos-treino foram realizados no Centro de Capacitação Física do Corpo de Bombeiros, também em Brasília.

Mais conteúdo sobre:
handebol seleção brasileira Sérvia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.