Após goleada, técnico cobra defesa da seleção de futsal

O técnico PC de Oliveira fez questão de conter a empolgação do grupo do Brasil com a goleada de 12 a 1 aplicada no Japão, em sua estréia no Mundial de futsal. Para o treinador, o placar dilatado foi atípico e a equipe ainda precisa corrigir alguns erros defensivos para a seqüência da competição. "A gente sabia que ia sofrer no início. E sofremos, já que o quarteto inicial não foi bem. Mas ajustamos o time no intervalo e a equipe melhorou. O placar foi atípico. Temos que corrigir problemas na defesa", analisou. Para o treinador, a seleção brasileira foi lenta em alguns momentos da partida. "Falta velocidade, mas o lado psicológico atrapalha", comentou PC de Oliveira.O treinador voltou a demonstrar preocupação com o desempenho da defesa, apesar do Brasil ter sofrido apenas um gol. "Precisamos nos equilibrar mais, porque demos muitos contra-ataques para o Japão. Contra outro adversário, isto pode atrapalhar", alertou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.