Divulgação
Divulgação

Após jogar 59 minutos, Ganso deve ser titular

Depois de estreia no Morumbi, jogador espera jogar contra a Ponte Preta no domingo

O Estado de S.Paulo

24 de novembro de 2012 | 02h07

SÃO PAULO - Com chance diminuta de alcançar o vice-campeonato brasileiro, que lhe daria vaga direta na Libertadores, o técnico Ney Franco estuda poupar alguns jogadores diante da Ponte Preta, amanhã, em Campinas, para não perder ninguém para o jogo de volta pela semifinal da Copa Sul-Americana, quarta-feira, contra a Universidad Católica.

Neste cenário, o maior beneficiado é Paulo Henrique Ganso. Após atuar 59 minutos no decorrer dos jogos contra Náutico e Universidad Católica, o meia tem grande chance de ser titular no Moisés Lucarelli.

"Estou pronto para ser titular do São Paulo", avisou Ganso. A bola agora está com o treinador. "O Ney Franco que decide quem escalar e tem feito isso muito bem. Estou com a cabeça tranquila para fazer meu melhor."

A equipe titular para enfrentar a Ponte Preta será conhecida na manhã de hoje, quando Ney Franco comanda o único treino antes da partida. A delegação chegou apenas ontem à noite de Santiago, no Chile, e não trabalhou no CT da Barra Funda.

O treinador adiantou que Ganso pode iniciar o jogo. "Pode sim ter essa possibilidade."

Ganso jogou 37 minutos na vitória sobre o Náutico por 2 a 1 no domingo passado e depois mais 22 no empate com o Universidad Católica. O meia garante ter fôlego para suportar os 90 minutos.

"Foram poucos minutos, mas faço uma avaliação boa, porque me senti muito bem. O importante é voltar e estar seguro dentro de campo. Consigo jogar os 90 minutos", afirmou Ganso.

O único desfalque certo é o atacante Luis Fabiano, que está suspenso pelo terceiro amarelo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebol, são paulo, ganso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.