Helvio Romero/AE - 20/02/2012
Helvio Romero/AE - 20/02/2012

Após longa espera, estreia de Fabrício dura só 22 minutos

Volante do São Paulo sentiu a panturrilha direita e pode ser mais um desfalque para jogo com Palmeiras

O Estado de S.Paulo

23 de fevereiro de 2012 | 03h04

SÃO PAULO - Quase dois meses depois de chegar ao Morumbi, Fabrício ficou apenas 22 minutos em campo na sua estreia pelo São Paulo. A lesão do volante é mais uma dor de cabeça para Emerson Leão na montagem do time para o clássico contra o Palmeiras.

Ex-jogador do Cruzeiro, Fabrício demorou a superar as dores provocadas pela tendinite no tornozelo esquerdo. Ontem, após longa espera, começou como titular, mas teve de deixar o campo ainda na primeira etapa, com dores na panturrilha direita. Saiu mancando, visivelmente incomodado, para dar lugar a Casemiro.

Hoje, deverá ser avaliado para saber se terá condições de enfrentar o Palmeiras domingo, no clássico de Presidente Prudente.

A frustração com Fabrício ocorre na semana em que o clube perdeu outro volante, Wellington, que ficará afastado por oito meses por conta de uma séria lesão no joelho esquerdo. Para domingo, o time ainda não terá Luis Fabiano, com problema na coxa direita. Lucas, convocado para a seleção brasileira, também está fora. O time, porém, terá a volta de Willian José e Paulo Miranda, que foram expulsos contra o Paulista. / B.D.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.