Brian Spurlock/ Usa Today Sports
Brian Spurlock/ Usa Today Sports

AO VIVO

Confira tudo sobre a Copa do Mundo da Rússia 24 horas por dia

Após mais de um ano parado, Tiger Woods volta ao golfe na próxima semana

Norte-americano confirmou sua inscrição para um torneio em Napa, na Califórnia

Estadão Conteúdo

07 Outubro 2016 | 12h19

Maior nome da história do golfe e um dos maiores esportistas contemporâneos, Tiger Woods está muito perto de voltar a competir. O norte-americano está afastado dos campos desde agosto de 2015 e confirmou nesta sexta-feira sua inscrição para participar de um torneio em Napa, na Califórnia (EUA), na abertura da temporada 2016/17 do PGA Tour, primeira divisão do golfe profissional.

Woods foi líder do ranking mundial durante 683 semanas entre 1997 e 2014, mantendo-se no topo inclusive quando viu-se abandonado pelos patrocinadores em meio a um escândalo sexual. Com 79 títulos - 14 deles em majors, o equivalente ao Grand Slam do tênis -, ele está a apenas três de igualar o recorde de Sam Snead.

Aos 40 anos, o norte-americano ficou 15 meses afastado das competições porque precisou passar por duas cirurgias nas costas. Nas duas temporadas anteriores, entretanto, ele já vinha competindo pouco, tanto que entre 2014 e 2015 ganhou apenas pouco mais de US$ 450 mil em prêmios. Um nada para quem já passou dos US$ 110 milhões na carreira e não raro ultrapassava a marca de US$ 10 milhões arrecadados em um ano.

Sem jogar, Woods despencou no ranking mundial, ocupando agora apenas a 767.ª colocação. O Brasil não tem golfistas no PGA Tour. O melhor brasileiro no ranking é Adilson da Silva, o 308.º colocado, que joga na África do Sul. Jason Day, da Austrália, é o atual líder.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.