Após morte de corredor, Tel-Aviv cancela maratona

Tel-Aviv decidiu cancelar definitivamente a maratona marcada para acontecer na próxima sexta-feira naquela cidade israelense. A prova estava programada para a última sexta, mas foi adiada por causa de uma onda de calor. A meia maratona, porém, foi realizada e acabou com a morte de um corredor, causada exatamente pela temperatura alta.

AE-AP, Agência Estado

18 de março de 2013 | 18h49

De acordo com os organizadores da maratona, a decisão pelo cancelamento da prova foi tomado após um pedido de autoridades médicas. A previsão é de que na sexta-feira a cidade israelense conviva com um calor de 31 graus Celsius.

Na sexta-feira passada fazia 32ºC quando um homem de aproximadamente 30 anos morreu após sofreu uma parada cardíaca logo após participar da meia maratona. O corredor desmaiou e foi levado às pressas para um hospital, mas os médicos não conseguiram reanimá-lo.

Outros quatro corredores que também passaram mal durante a prova foram colocadas em estado de coma induzido, com uso de respiradores em um hospital de Tel-Aviv. Dezenas de participantes da prova precisaram ser medicados.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismomaratona

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.