Mark J. Terrill/AP
Mark J. Terrill/AP

Após ouro e dores, César Cielo diz que 'ainda tem mais'

Brasileiro afirma que buscará bom resultado nos 50 m livre, prova em que conquistou o ouro em Pequim

Agencia Estado

30 de julho de 2009 | 16h57

O campeão e recordista mundial dos 100 metros livre, César Cielo, contou estar sentindo muitas dores musculares após a vitória na disputa desta quinta-feira, em Roma, mas pretende repetir o feito nos 50 metros livre, cuja disputa começa nesta sexta.

Veja também:

mais imagens GALERIA DE FOTOS: As medalhas do Brasil em Roma

linkCielo é ouro nos 100 m livre e bate recorde

"Está doendo muito agora. Estou com dores fortes no corpo, mas tinha decidido que ia ser uma prova em que eu iria sentir mesmo muita dor, a mais dolorida da minha vida. Minhas pernas estão muito, muito pesadas", admitiu o campeão após a prova. "Agora é ficar pronto para os cinquentinha (50 metros livre). Esse Mundial terminando agora já estaria incrível para o Brasil, mais ainda tem mais por vir", completou o campeão.

Cielo aproveitou para agradecer aos pais, patrocinadores e dirigentes, além de sua equipe nos Estados Unidos. " Foi um trabalho muito duro. Não é fácil ficar isolado nos Estados Unidos, e se pudesse dividiria essa medalha em um milhão de pedaços, pois tem muita gente envolvida e muita gente contribuiu para esse resultado", disse o nadador.

Com o peito vermelho pelos tapas que deu em si mesmo antes da prova, Cielo explicou o ritual que costuma cumprir para "acordar" na hora da largada. "Ali, é você sozinho, mano a mano, sem ninguém para ajudar. Muita pressão", relatou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.