Cezar Magalhães/Raw Image/Estadão
Cezar Magalhães/Raw Image/Estadão

AO VIVO

Confira tudo sobre a Copa do Mundo da Rússia 24 horas por dia

Após pendurar as luvas, Popó vai virar empresário de boxe

Ex-campeão mundial pretende fazer eventos em Belém, onde lutou pela última vez

O Estado de S. Paulo

13 Novembro 2017 | 10h00

Acelino Popó Freitas parou de lutar no sábado, mas vai continuar no boxe. O ex-campeão mundial vai iniciar em breve a carreira de empresário. "Vamos fazer vários eventos aqui em Belém", disse o baiano, de 42 anos. "Vamos em busca de novos talentos."

+ Esquiva já tem estratégia para a disputa do título mundial

Popó teve o apoio do governo do Pará e de alguns patrocinadores para a realização da luta de sábado à noite, contra o mexicano Gabriel "El Rey" Martinez, duelo que marcou o fim de sua carreira de 27 anos como pugilista.

"Se tivesse ganho por nocaute, ficaria uma vontade de quero mais. mas a luta foi dura. bater é bom, apanhar não é. Por isso não quero mais lutar", brincou Popó, depois da luta na qual foi apontado como vencedor, por pontos, após oito assaltos.  

Popó vai ter como parceiro nas futuras organizações Ulisses Pereira, que foi seu técnico e é amigo de muito tempo. "Ulisses é como um irmão, um pai, um grande amigo", disse o ex-campeão dos superpenas e leves.

Em sua carreira profissional, que teve início em 1995, Popó somou 41 vitórias e apenas duas derrotas. O boxeador também foi medalha de prata nos Jogos Pan-Americano de Mar Del Plata, em 1995.

Mais conteúdo sobre:
Boxe Popó

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.