Após polêmica na maratona, Bekele fica fora do Rio-2016 também nos 10.000m

Dono de quatro medalhas olímpicas nos 10.000m e nos 5.000m metros e recordista mundial de ambas as provas, Kenenisa Bekele está fora dos Jogos Olímpicos do Rio. O etíope não completou a seletiva etíope dos 10.000m, disputada na quarta-feira, em Hengelo, na Holanda, onde estão baseados diversos dos melhores fundistas da África. Bekele não corria uma prova desta distância desde 2013. Ele vinha se concentrando em maratonas, mas não foi convocado pela Etiópia para o Rio-2016. Os critérios para a definição da incluíam vitórias em grandes maratonas, o resultado no Mundial do ano passado, além do melhor tempo nos últimos dois anos. Como ficou parado por mais de um ano, Bekele não se encaixou nos critérios.

Estadão Conteúdo

30 de junho de 2016 | 13h15

No começo do mês, ele e mais de 100 atletas protestaram em frente ao Estádio Nacional em Addis Ababa. A reclamação é que a federação etíope demorou a anunciar os critérios de seleção. Quando o fez, já era tarde para que os atletas levassem em consideração isso essas informações para montarem seus calendários.

Como a entidade não mudou de ideia, Bekele resolveu se arriscar na seletiva para os 10.000m, prova da qual é recordista mundial há 12 anos, mas não conseguiu completar. A vitória ficou com Yigrem Demelash (26min51s11), campeão mundial júnior de 2012, seguido de Tamirat Tola e Abadi Hadis. Ibrahim Jeilan, campeão mundial de 2011, também abondonou.

Tudo o que sabemos sobre:
Kenenisa BekeleHolandaÁfricaEtiópia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.