Divulgação
Divulgação

Após recorde, Fonteles é campeão também nos 100m

Brasileiro fatura a medalha de ouro com o tempo de 10s80

AE, Agência Estado

23 de julho de 2013 | 15h13

LYON - Alan Fonteles voltou a mostrar nesta terça-feira, em Lyon (França), que é o novo grande nome do atletismo paralímpico. O brasileiro de apenas 20 anos, que já havia vencido nos 200m, foi campeão também nos 100m da categoria T43 no Mundial de Atletismo Paralímpico. Desta vez, porém, o único recorde batido por ele foi da própria competição.

Nesta terça, Fonteles faturou a medalha de ouro com o tempo de 10s80, com ampla vantagem sobre o segundo colocado, o norte-americano Blake Leeper, que fez 11s34. O bronze também foi para os Estados Unidos, com Joshua Kennison (11s93). O recorde mundial é do próprio Fonteles, que correu para 10s77 há cerca de um mês.

O brasileiro, que ganhou fama depois de superar o sul-africano Oscar Pistorius nos Jogos Paralímpicos de Londres nos 200m, venceu esta prova também no Mundial, domingo. Em Lyon, fez 20s66, baixando o antigo recorde (de Pistorius) em incríveis 0s64 de uma só vez. A marca é apenas 0s1 menor do que o exigido pela CBAt como índice para o Mundial de Moscou.

Em Lyon, Fonteles ainda vai correr os 400m na classe T44 e o revezamento 4x100m (classes T42 a T46). Após quatro dias de Mundial, o Brasil aparece na quarta colocação no quadro de medalhas, com um total de 22, sendo nove de ouro, quatro de prata e nove de bronze. A Rússia lidera, seguida de EUA e Grã-Bretanha.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoatletismo paralímpico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.