Marcio Fernandes/Estadão
Marcio Fernandes/Estadão

Após susto com amigo, Gabriel Medina surfa bem e mantém sonho

Companheiro de casa do brasileiro, O. Wright sofreu grave queda

Paulo Favero, enviado especial ao Havaí, O Estado de S. Paulo

11 de dezembro de 2015 | 10h00

Gabriel Medina e Owen Wright estão na mesma casa no Havaí, da patrocinadora dos dois, e o campeão do mundo viu o companheiro de equipe passar mal e ser hospitalizado, na véspera de entrar na disputa do Billabong Pipe Masters. Apesar do susto, Medina fez sua bateria na primeira fase, venceu e lamentou a ausência do australiano.

"Eu não entendi nada, estava almoçando em casa e vi todo mundo se mexendo. Perguntei e falaram que o Owen estava passando mal. Fui no quarto dele, e ele não conseguia se mexer. Ele estava meio que apagado. Foi o suficiente para tirar ele do campeonato, é uma pena", comentou Medina, que ainda está na briga pelo título mundial.

Até uma ambulância foi chamada para levar o australiano para o hospital na quarta-feira. "O Owen passou mal ontem. Ele tinha surfado, voltou para casa e não ficou bem. Teve o problema e acabou saindo do campeonato, o que é bem triste porque ele estava lutando pelo título. Espero que ele melhore logo e volte a competir", continuou Medina.

Wright entrou no mar em Pipeline na quarta de manhã, mas acabou caindo em uma onda e passou por dificuldades no mar grande. Depois, tirou um cochilo e quando acordou, estava desorientado. No hospital, detectaram uma concussão cerebral, com uma pequena hemorragia, além de dificuldade para mexer algumas partes do corpo. Apesar do diagnóstico preocupante, foi comunicado que ele ficará bem.

Tudo o que sabemos sobre:
Surfe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.