Após um ano afastado, Tyson Gay confirma volta às pistas em julho

Flagrado no doping por uso de esteroides, um dos maiores rivais de Usain Bolt volta a competir após cumprir suspensão

Agência Estado

03 de junho de 2014 | 08h57

Um dos maiores velocistas da atualidade, o norte-americano Tyson Gay confirmou nesta terça-feira que fará seu retorno às pistas no dia 3 de julho, na etapa de Lausanne da Diamond League. Ele voltará a competir após cumprir um ano de suspensão por doping. 

O corredor, um dos principais rivais de Usain Bolt, foi flagrado em teste positivo para esteroides em maio do ano passado. O resultado foi divulgado só em julho. Gay admitiu o doping, mas culpou um membro de sua equipe, não identificado publicamente. Suspenso por um ano, Gay não pôde competir no Mundial de Moscou, em agosto, e teve cassadas todas as suas conquistas desde julho de 2012, incluindo uma medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

Sua punição será encerrada no dia 23 deste mês. "Estou ansioso para disputar minha primeira prova do ano", disse o velocista, que espera repetir neste ano a vitória do ano passado. Na ocasião, venceu os 100 metros com o tempo de 9s79, resultado que acabou sendo anulado por causa do doping.

Seu melhor tempo na distância é 9s69, acima dos 9s58 de Bolt, recordista mundial. Em Lausanne, Gay espera enfrentar o compatriota Justin Gatlin, que tem história parecida com a sua. Gatlin foi campeão olímpico nos 100m em 2004, mas foi pego no doping e precisou enfrentar uma suspensão de quatro anos.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoTyson Gay

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.