Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

AO VIVO

Confira tudo sobre a Copa do Mundo da Rússia 24 horas por dia

Após velório em BH, corpo de Bebeto de Freitas segue para o Rio

Enterro do treinador da seleção masculina de vôlei, medalha de prata, nos Jogos de Los Angeles-1984, será na quinta-feira

O Estado de S. Paulo

14 Março 2018 | 11h24

Após velório de três horas na sede do Atlético-MG, no auditório Elias Kalil, em Belo Horizonte, o corpo de Bebeto de Freitas seguiu para o Rio de Janeiro, onde será velado no período da tarde em General Severiano, sede do Botafogo.A homenagem na capital mineira teve grande presença da imprensa, fãs e personalidades. O enterro será na quinta-feira.

+ Técnico da 'geração de prata', Bebeto de Freitas morre em Belo Horizonte

"Eu tive o privilégio de trazer o Bebeto da Itália para comandar o Atlético. O futebol do Brasil nasceu depois do Pelé. Era um antes de 58 e depois de 58. E o vôlei existia um antes de Bebeto e outro depois dele", disse Alexandre Kalil, ex-presidente do Atlético e atual prefeito de Belo Horizonte.

Marques, ex-jogador do Alvinegro mineiro, e responsável pelas categorias de base do clube, também deixou seu comentário. "É  muito triste.  Ontem estávamos no CT, todos muito consternados. Situação muito triste.  É hora de abraçar a família e os amigos." 

Pelé, astro do vôlei na década de 80, também externou seu carinho. "Trabalhei com Bebeto na seleção, na década de 80. Ele é o responsável pelo crescimento desse esporte. É uma perda não só  para o vôlei brasileiro, mas para todo o esporte mundial."

Jogadores do time de futebol do Atlético-MG, que joga esta noite com o Figueirense, pela Copa do Brasil, também estiveram no velório. O goleiro Victor foi um deles.

"É uma tragédia lamentável. Foi muito triste. Mas a gente guarda só coisas boas. É uma perda para o esporte", disse Gallo, diretor de futebol do Atlético-MG.

Milton Cruz, técncico do Figueirense, também esteve no local. "O presidente conversou comigo ontem sobre a possibilidade de adiar o jogo  (Atlético x Figueirense). Eu falei: 'O que for decidido está decidido'. Acabou não tendo essa possibilidade'

Bebeto de Freitas, ícone do vôlei brasileiro e mundial, morreu na terça-feira à tarde, aos 68 anos, após passar mal durante um evento na Cidade do Galo, em Vespasiano, em que a diretoria do Atlético-MG apresentava uma parceria com um time de futebol americano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.