Após vitória e classificação com reservas, Zé Ricardo exalta força do Flamengo

Depois de ver um time com apenas dois jogadores considerados titulares do Flamengo vencer o América-MG por 1 a 0, na noite desta quinta-feira, no estádio Bezerrão, no Gama (DF), e garantir classificação antecipada para a próxima fase da Copa da Primeira Liga, o técnico Zé Ricardo exaltou a força do atual elenco rubro-negro e não escondeu a satisfação por hoje contar com uma série de opções para escalar a sua equipe em várias competições diferentes.

Estadao Conteudo

17 Fevereiro 2017 | 09h23


Ao comentar o assunto e lembrar que logo também passará a contar com o meia Conca, reforço de peso que se recupera de lesão, o treinador até brincou que poderia formar uma equipe com "13 ou 14 titulares". "No mundo ideal, seriam 13 ou 14 titulares. A gente tem que quebrar a cabeça, tornar a equipe mais competitiva entre eles, os atletas. E elevando o nível do elenco eu vou ter uma dor de cabeça, mas quem vai sair ganhando é o Flamengo. A gente criou várias formas de jogar", ressaltou o comandante, em entrevista coletiva concedida após o duelo desta quinta.


Como o Flamengo ainda não assegurou a liderança do Grupo B da Taça Guanabara, que estará em jogo no duelo diante do vice-líder Madureira neste domingo, às 17 horas, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, Zé Ricardo optou por escalar uma equipe nesta quinta-feira com apenas o goleiro Alex Muralha e o atacante Everton do time considerado titular hoje do Flamengo.


Assim, conseguiu poupar uma série de jogadores da equipe que já garantiu classificação às semifinais desta primeira fase do Campeonato Carioca, no qual tem 100% de aproveitamento até aqui, e deu ritmo de jogo aos reservas e meio a esta maratona de partidas que o Flamengo vem encarando. E o desempenho dos suplentes acabou sendo aprovado pelo treinador.


"Começamos a partida bem, mas depois de uns 15, 20 minutos o América subiu a marcação. Tivemos alguns problemas com as bolas descobertas, dando a oportunidade da equipe do América trabalhar em nossa última linha", afirmou Zé Ricardo, que depois reforçou: "No intervalo, deu tempo de consertarmos um pouco. A expulsão do jogador do América (Gerson Magrão) acabou facilitando um pouco para nós na posse de bola. De uma forma geral, fiquei feliz com o rendimento da equipe".


BERRÍO VAI BEM DE NOVO - O atacante Orlando Berrío, reforço que teve outra chance entre os titulares e voltou a corresponder ao dar a assistência para o gol de Gabriel nesta quinta, também teve a sua atuação exaltada pelo técnico rubro-negro. Ele já soma um gol e dois passes que resultaram em bolas na rede em apenas três partidas pelo clube.


"O Orlando é um jogador extremamente veloz, que pode atuar nas posições mais adiantadas, tanto pelo lado quanto centralizado. A gente vem trabalhando com ele nas duas condições", disse Zé Ricardo, que depois enfatizou: "Sem dúvida alguma, é um atleta que, pelas características que tem, será muito importante na temporada".


Autor do gol do Flamengo nesta quinta, o atacante Gabriel foi outro que deixou o campo feliz da vida nesta quinta. "Acho que fizemos um jogo de muita determinação e merecemos sair com o resultado positivo", afirmou o jogador, que festejou o fato de ter aproveitado bem a nova oportunidade que ganhou. "Eu me acho muito útil. Terminei o ano passado jogando, entrei no time e não saí mais. Acho que desempenhei bem meu papel", completou.

Mais conteúdo sobre:
futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.