Aproveitamento de Kleina tiraria time da zona da degola

O Palmeiras está a um passo de cair para a Série B, mas talvez a história fosse diferente se o clube tivesse decidido trocar de técnico com algumas rodadas de antecedência.

O Estado de S.Paulo

13 de novembro de 2012 | 02h05

A campanha do time sob o comando de Gilson Kleina está longe de ser brilhante, mas tem um aproveitamento acima do necessário para evitar que uma equipe caia para a Segunda Divisão.

Em 10 jogos com o treinador, o Palmeiras teve 4 vitórias, 5 derrotas e um empate. Essa campanha resulta em um aproveitamento de 43,3% dos pontos. Se tivesse mantido esse índice no campeonato, o time teria um aproveitamento parecido com o de Santos, Náutico e Coritiba,

Já sob o comando de Luiz Felipe Scolari, o time não rendeu. Nas 24 partidas em que o técnico era Felipão, o Palmeiras conseguiu apenas 5 vitórias, cinco empates e 14 derrotas, um aproveitamento de 27,8%. / P.G.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.