Argel lamenta tropeço e diz que Inter precisa contratar centroavante

O técnico Argel admitiu decepção com o desempenho do Internacional na estreia no Campeonato Brasileiro e reconheceu que 0 a 0 com a Chapecoense, no Beira-Rio, não estava nos planos, mas assegurou que o time estava preparado para enfrentar a retranca da Chapecoense. "Nós assumimos o tropeço. A gente sabia que isso poderia acontecer", disse.

Agência Estado, Estadão Conteúdo

16 de maio de 2016 | 08h46

O treinador até fez referência ao Campeonato Gaúcho para classificar o estilo de jogo do adversário, impondo dificuldades ao Inter, que ainda perdeu um pênalti com Paulão. "Parecia jogo do Gauchão, o adversário se fechou e não tivemos espaço. Faltou fazer o gol", afirmou.

Diante das dificuldades, Argel ressaltou a importância do Inter contratar um centroavante para ajudar jogadores leves e rápidos, como Eduardo Sasha, Vitinho e Aylon, a superarem a retranca dos adversários. "O departamento de futebol sabe o que a gente precisa desde 6 de janeiro. Claro que a gente precisa de uma referência", comentou.

Após o empate sem gols, o Inter voltará a jogar no próximo domingo, quando visitará o São Paulo, no Morumbi, pela segunda rodada do Brasileirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.