Argentina e Chile recebem a prova

Organizadores anunciam que competição de 2009 passará pela Patagônia e pelo deserto de Atacama

Valéria Zukeran, O Estadao de S.Paulo

12 de fevereiro de 2008 | 00h00

O Rali Dacar vem para a Argentina e o Chile em 2009. A Amaury Sports Organization (ASO) anunciou ontem que, depois do cancelamento da edição deste ano por causa da ameaça de atentados terroristas, a competição será transferida para a América do Sul. Largada e chegada serão em Buenos Aires, com percurso de 9 mil quilômetros e passagem por trechos do deserto do Atacama, da Patagônia e do Cabo Horn. Detalhes do trajeto serão divulgados hoje.Para os pilotos brasileiros, o País pode se beneficiar com a mudança. "Será muito positivo para o Brasil se soubermos aproveitar a presença das equipes e atraí-las para ralis aqui", observa o piloto Paulo Nobre. "Se, por exemplo, compararmos o Rali dos Sertões, que é feito aqui, ao Rali dos Pampas - que faz parte do circuito internacional e que passa pelo Atacama e Patagônia -, diria que o deles nem amarra as sapatilhas do nosso", emenda. "Já no que diz respeito à parte financeira, não sei se o custo das equipes de apoio ficaria mais barato nessa nova corrida do que no Dacar." Para Jean Azevedo, nada muda em termos financeiros. "Os carros da minha equipe são preparados na Europa. Para nós, vai dar quase na mesma." Quanto à competição, o piloto, que costuma treinar no Atacama para o Dacar, acredita que o grau de dificuldade da prova continuará alto. "O que vai mudar são as características do relevo. Por exemplo, no Saara a areia é mais fofa do que no Atacama, no entanto, aqui as dunas são mais altas."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.