Argentina repete formação para manter liderança

O técnico Alejandro Sabella deve escalar Messi, Higuáin e Lavezzi na frente para vencer o Peru fora de casa

O Estado de S.Paulo

11 de setembro de 2012 | 03h09

Para continuar na liderança isolada das Eliminatórias Sul-Americana para a Copa de 2014, a Argentina deve manter hoje, contra o Peru, em Lima, a formação ofensiva que bateu o Paraguai por 3 a 1 na sexta-feira. A única mudança na equipe será a entrada do volante Mascherano, que volta de suspensão no lugar de Rodrigo Braña.

O técnico Alejandro Sabella não confirmou a escalação, mas já acenou durante os treinos para a possibilidade de manter o trio de ataque formado por Messi, Lavezzi e Higuaín com o meia Di María sendo o responsável por abastecer os homens de frente - como na partida contra o Paraguai.

"A nossa ideia é ganhar jogando bem. Esse tipo de vitória dá confiança", disse Lavezzi.

Como o Peru deve jogar na retranca e apostar nos contragolpes para tentar surpreender a Argentina, Sabella não quer dar chance para o adversário e, se possível, marcar um gol no início. Com dores na planta do pé esquerdo, o atacante peruano Paolo Guerrero é dúvida.

A Argentina lidera a competição com 13 pontos. O Peru é o sétimo colocado, com seis.

Também hoje, o Uruguai tenta se recuperar diante do Equador, no estádio Centenário de Montevidéu, da goleada por 4 a 0 sofrida para a Colômbia na sexta-feira, em Barranquilla. Para superar um rival direito na briga por uma vaga no Mundial (os uruguaios têm 11 pontos contra 12 dos equatorianos), a seleção terá o retorno do atacante Luis Suárez, que cumpriu suspensão. Ele é o artilheiro das Eliminatórias com seis gols.

Concacaf. Nas Eliminatórias da América do Norte, Central e Caribe, o México caminha para conquistar a vaga com facilidade no Grupo B. Depois de três vitórias em três jogos, os mexicanos recebem hoje a Costa Rica para disparar na liderança.

O Grupo A está mais equilibrado. Depois de vencer os Estados Unidos pela primeira vez na história, na sexta-feira, os jamaicanos voltam a enfrentar os norte-americanos hoje - desta vez fora de casa - e tentam manter a ponta. O Grupo C tem disputa acirrada entre Honduras, Panamá e Canadá.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.