Argentina terá testes da MotoGP antes de prova em 2014

Após ficar de fora do calendário de 2013, a Argentina voltará a receber os pilotos da MotoGP. Ainda neste ano, o país sediará cinco dias de testes para as equipes, entre 1.º e 5 de julho, antes de voltar a fazer parte oficialmente do campeonato em 2014. Os testes foram anunciados nesta quarta-feira e são resultado do fim de um impasse entre o país e a categoria.

AE, Agência Estado

10 de abril de 2013 | 13h21

A etapa da Argentina não figurou no calendário de 2013 por um problema com um dos patrocinadores da MotoGP, a Repsol. A disputa começou a ficar comprometida depois que a presidente do país, Cristina Kirchner, aprovou a estatização da petrolífera YPF, expropriando ações que a empresa espanhola Repsol detinha sobre a companhia.

Por causa da estatização, o governo espanhol pediu em junho do ano passado que equipes e pilotos patrocinados pela Repsol não viajassem até a Argentina por "questões de segurança", conforme destacou um comunicado distribuído na época pela organização da MotoGP.

Este impasse, no entanto, parece ter sido resolvido, já que Buenos Aires será novamente um dos destinos da categoria em 2014. Os testes em julho servirão justamente para que os pilotos coletem dados para a prova. Entre as equipes já confirmadas para estes cinco dias estão Honda, Ducati e Yamaha.

Tudo o que sabemos sobre:
MotoGPArgentina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.