Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Argentina x Brasil: Tite indica três mudanças na escalação da seleção

Líder e vice das Eliminatórias estão invictos e se enfrentam nesta terça-feira, às 20h30, no Estádio Bicentenário, em San Juan

Redação, Estadao Conteudo

15 de novembro de 2021 | 15h55

A seleção brasileira realizou nesta segunda-feira o seu último treino antes do confronto diante da Argentina fora de casa, nesta terça-feira, às 20h30, no Estádio Bicentenário, em San Juan. Sem poder contar com o volante Casemiro, suspenso, o técnico Tite indicou três mudanças na equipe que considera titular. Gabriel Jesus, que teve atuação discreta diante da Colômbia, e Thiago Silva também ficaram fora.

No CT do Palmeiras, o treino foi fechado para jornalistas e apenas imagens do aquecimento foram divulgadas pela CBF TV. A atividade contou com a presença do ex-goleiro Marcos, ídolo da equipe paulista e campeão mundial com a seleção brasileira na Copa do Mundo de 2002.

Os jogadores que não iniciarão a partida contra a Argentina fizeram um treino de alta intensidade, cinco contra cinco, além de exercícios de finalização. Já a equipe titular fez um trabalho tático, sob os olhares da comissão técnica. Os atletas também fizeram um treino de bola parada.

Tite optou por não divulgar a escalação que usará contra a Argentina por considerar um campeonato à parte, já que o Brasil confirmou na rodada passada a sua vaga para a Copa do Mundo de 2022, no Catar. No treino de antevéspera, no entanto, Fabinho assumiu a vaga de Casemiro, enquanto Matheus Cunha e Éder Militão entraram, respectivamente, nos lugares de Gabriel Jesus e Thiago Silva.

A expectativa é que Tite inicie o duelo com uma equipe formada por: Alisson; Danilo, Éder Militão, Marquinhos e Alex Sandro; Fabinho, Fred e Lucas Paquetá; Raphinha, Matheus Cunha e Neymar.

O Brasil é o líder das Eliminatórias da Copa do Mundo, com 34 pontos, conquistados em 11 vitórias e um empate. A Argentina aparece na segunda posição, com 28, ainda sem a classificação matemática para o Catar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.