Argentinos punidos por briga no Mundial de Futebol de Areia

Quase um mês depois, a Comissão Disciplinar da Fifa decidiu suspender, nesta quinta-feira, o técnico e jogadores da seleção da Argentina que se envolveram em uma briga generalizada com atletas uruguaios após a partida de quartas-de-final do Mundial de Futebol de Areia, realizada na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. No dia 9 de novembro, os argentinos resolveram partir para cima dos rivais depois de um gol polêmico no último segundo, que definiu a classificação a favor do Uruguai.O técnico argentino Héctor Petrasso recebeu uma punição de sete partidas. Os jogadores tiveram penas variadas, de acordo com a participação na confusão que invadiu até as ruas próximas à arena montada na praia: Marcelo Salgueiro (sete jogos), Leandro Paradisi (seis), Federico López (seis), Lucas Vagem (cinco), Gustavo Casado (três), César Mendoza (três) e Federico Andrade (duas). Nenhum atleta uruguaio foi suspenso.O Mundial de Futebol de Areia, o segundo organizado pela Fifa, teve o Brasil como campeão, que derrotou os próprios uruguaios na decisão por 4 a 1. A França ficou com a terceira colocação ao bater Portugal por 6 a 4.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.