Arsenal fica no quase mais uma vez

O time inglês precisava fazer 3 a 0 sobre o Bayern para chegar às quartas de final, mas ficou a um gol da façanha

MUNIQUE, O Estado de S.Paulo

14 de março de 2013 | 04h28

Pela segunda temporada consecutiva, o Arsenal quase se classificou para as quartas de final da Copa dos Campeões da Europa. No ano passado, o time inglês precisava devolver os 4 a 0 que levou do Milan no jogo de ida das oitavas e derrotou os italianos por 3 a 0. Ontem, em Munique, o Arsenal precisava de uma vitória por três gols de diferença sobre o Bayern e roçou o milagre, mas novamente faltou a ele um gol. O triunfo por 2 a 0 não foi suficiente para manter os ingleses vivos na competição.

A eliminação do Arsenal, aliás, fechou uma participação terrível dos clubes ingleses no principal torneio da Europa. Pela primeira vez desde 1996 o país não tem nenhum representante nas quartas de final.

O início do jogo foi aquele com o qual o Arsenal havia sonhado: logo em sua primeira jogada de ataque o time conseguiu um gol, marcado pelo atacante Giroud. Foi um susto e tanto para o Bayern, mas a equipe visitante não foi capaz de aproveitar o momento de dúvida dos alemães. Sem acelerar o ritmo, o Arsenal permitiu ao adversário assumir o controle da partida.

Do gol inglês até o fim do primeiro tempo, o ritmo do jogo foi lento, arrastado, com o Bayern tocando a bola perto da área do Arsenal, mas sem ser capaz de se aproximar do gol.

Na segunda etapa, o time alemão decidiu acelerar e criou várias chances de gol, mas seus atacantes não tiveram competência para marcar - especialmente Robben, que perdeu um gol cara a cara com o goleiro Fabianski.

Faltando dez minutos para o fim, o Arsenal finalmente decidiu sair do estado de conformismo em que se encontrava e foi à luta, recebendo como prêmio o segundo gol, marcado pelo zagueiro Koscielny. Parecia que os minutos finais seriam um pesadelo para o Bayern, mas o time soube controlar o relógio e deixar os ingleses impotentes.

"Não deveríamos ter deixado isso (a derrota) acontecer", disse Robben. "Nós deveríamos ter lutado mais. Talvez isso sirva como um alerta para nós."

O técnico do Arsenal, Arsène Wenger, exaltou o esforço de seus jogadores e disse que o time agora vai se esforçar para terminar o Campeonato Inglês entre os quatro primeiros (atualmente é o quinto) e, assim, voltar à Copa dos Campeões.

"Vamos tentar terminar bem a temporada. Jogamos bem hoje (ontem), mas se trata de uma disputa de 180 minutos e é isso o que conta."

Málaga vai adiante. Na Espanha, o Málaga venceu o Porto por 2 a 0 e se classificou para as quartas - o time espanhol havia perdido o jogo de ida por 1 a 0. Isco abriu o placar no primeiro tempo e, no segundo, o paraguaio Santa Cruz fez o gol da classificação do Málaga.

O técnico da equipe espanhola é o chileno Manuel Pellegrini, o mesmo que levou o Villarreal à semifinal da Copa dos Campeões na temporada 2005/2006.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.