Gaspar Nóbrega/Inovafoto
Gaspar Nóbrega/Inovafoto

Arthur Zanetti confirma favoritismo e conquista o ouro nas argolas no Chile

Com apresentação sólida e de alto nível, ginasta fica satisfeito com o resultado

Nathalia Garcia, enviada especial, Agência Estado

10 de março de 2014 | 20h37

SANTIAGO - Campeão olímpico e mundial nas argolas, Arthur Zanetti confirmou o favoritismo diante dos rivais e faturou a medalha de ouro nos Jogos Sul-Americanos, em Santiago, no Chile. O brasileiro foi o primeiro a se apresentar e, com 15.900 pontos, subiu ao lugar mais alto do pódio. O argentino Federico Molinari (15.300) ficou com a prata e o astro chileno Juan Raffo (15.133) conquistou o bronze.

Com uma apresentação sólida e de alto nível, o ginasta ficou satisfeito com o resultado. Mas ele espera evoluir para os próximos desafios. "Foi uma prova muito boa, tirei uma nota legal. Não foi perfeita, agora preciso trabalhar para corrigir algumas coisas e melhorar a pontuação para o Mundial", avaliou.

A lesão no pé esquerdo que o tirou da final de saltos desta terça voltou a incomodá-lo logo na chegada. Para amenizar o desconforto, fez uma "botinha" de esparadrapo e entrou na disputa normalmente. Isso não o impediu de cravar a saída do aparelho. Arthur Zanetti ainda não sabe exatamente qual é a lesão e passará por uma ressonância magnética nesta terça para identificá-la.

Mais cedo, a ginástica brasileira teve dobradinha no pódio com o ouro de Jade Barbosa e a prata de Isabelle Cruz nos saltos. Na final, a campeã somou 14.599 pontos e a compatriota teve 14.033. O bronze ficou com a chilena Makarena Pinto (13.987).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.