Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Arthur Zanetti e Diego Hypolito avançam à final em Cottbus

Zanetti avança com segunda melhor nota do torneio da Alemanha

O Estado de S.Paulo

19 Março 2015 | 18h38

Diego Hypolito e Arthur Zanetti estão garantidos nas finais da World Challenge Cup de Cottbus, na Alemanha, primeira participação da seleção brasileira masculina de ginástica artística na temporada. O campeão olímpico das argolas avançou com a segunda melhor nota do aparelho, enquanto Hypolito foi o terceiro da classificação no solo.

"Estou na final, que era o primeiro objetivo. Vamos ver agora se vou conseguir aumentar a minha nota. Acho que cada uma das etapas da Copa do Mundo será importante porque os técnicos do Brasil estão de olho na nossa performance para montar as equipes que vão ao Pan e ao Mundial", comentou Arthur Zanetti, que foi superado, nas argolas, pelo grego Eleftherios Petrounias - 15,475 a 15,575.

Apesar de ser o atual campeão olímpico das argolas, Zanetti não tem lugar assegurado na seleção brasileira que vai disputar o Mundial porque a meta em Glasgow, na Escócia, é obter a melhor classificação possível por equipes. Sabendo disso, o atleta de São Caetano do Sul tem treinado e se apresentado também no solo e no salto. Em Cottbus, só competiu no solo, ficando no 24.º lugar, com 13.925, nota que não ajudaria a seleção.

Diego Hypolito se apresentou bem no solo e avançou com a terceira melhor nota (15,075), muito atrás do japonês Kenzo Shirai (16,300), mas próximo do alemão Matthias Fahrig (15,100). Péricles Silva competiu só no cavalo com alça nesta quinta-feira, terminando no 32.º lugar. Na sexta, ele disputa a barra fixa e as barras paralelas. Já Hypolito tentará vaga na final do salto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.