Astro do futebol americano universitário, jogador assume homossexualidade

Michael Sam pode ser o primeiro jogador da NFL assumidamente gay

O Estado de S. Paulo

10 de fevereiro de 2014 | 14h38

SÃO PAULO - Promissor atleta do futebol americano, um jogador da Universidade de Missouri pode entrar na história da NFL antes mesmo de jogar. Em entrevista simultânea ao jornal The New York Times e à ESPN local, o defensor Michael Sam, cotado para estar entre as primeiras escolhas do Draft desta temporada, assumiu publicamente sua homossexualidade. Fez isso em reportagens divulgadas domingo.

"Eu sou gay. Só quero ter certeza de que poderia contar minha história do jeito que desejo. Quero ser dono da minha verdade. Sei o quanto isso é importante. Mas o meu papel é treinar para tentar jogar na NFL. Quem me escolher sabendo que sou gay, também tem a certeza de que sou um bom jogador e uma boa pessoa", afirmou o defensor de 24 anos.

Além do próprio atleta, quem também se manifestou sobre o caso foram os organizadores da NFL. Por meio de seu site, a Liga de Futebol Americano demonstrou total apoio ao seu anúncio. "Nós admiramos a honestidade e a coragem de Michael Sam. Qualquer jogador com habilidade e determinação pode ter sucesso na NFL. Estamos ansiosos para acolhimento e apoio a Michael Sam em 2014."

Antes de declarar publicamente sobre sua opção sexual, o defensor havia conversado com seus companheiros da Universidade de Missouri no ano passado. Pelas redes sociais, os jogadores demonstraram total apoio à Michael Sam. Caso Sam seja escolhido por uma das equipes da NFL no draft, ele será o primeiro jogador assumidamente homossexual a atuar pela Liga. Em outros casos, jogadores assumiram suas opções sexuais depois de se aposentarem, como no caso do defensor Esera Tuaolo e também do cornerback Wade Davis.

Nos Estados Unidos, há dois casos de atletas que fizeram tal anúncio ainda em atividade. Na NBA, o ex-pivô do Washington Wizards, Jason Collins, assumiu a homossexualidade publicamente no fim da temporada 2012/2013. Na MLS, o meia Robbie Rogers fez o mesmo anúncio. À época, o jogador havia se aposentado, mas depois ele voltou atrás e atualmente atua pelo Los Angeles Galaxy.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.