Atacante espanhol confessa abuso sexual

Braulio Nóbrega, o atacante do Real Zaragoza detido sob acusação de abuso sexual, confessou o crime em um tribunal da cidade espanhola. Admitiu ter abordado uma mulher de 30 anos, em uma rua do bairro Cuarte de Hueva, na madrugada de segunda-feira. De acordo com a mulher, o jogador a agarrou por trás, segurou seus seios e acariciou suas pernas. Após o ocorrido, o jogador fugiu, e ela registrou queixa em um quartel da guarda civil.

ZARAGOZA, O Estado de S.Paulo

23 de setembro de 2011 | 03h05

Câmeras de segurança instaladas no local registraram imagens nas quais é possível reconhecer Braulio pelas roupas que usava e pelo Porsche preto que dirigia. Na manhã de quarta-feira, após o treino do Zaragoza, Braulio foi detido por dois policiais e prestou depoimento. Ele se justificou ao juiz responsável dizendo que, ao ver a mulher, não controlou seus impulsos.

Após confessar a culpa pelo abuso, o jogador ainda admitiu que havia participado de três outros episódios semelhantes nas últimas semanas. Braulio foi liberado no mesmo dia. De acordo com a lei espanhola, o delito é punido com prisão de um a cinco anos. Como o atacante não tem antecedentes criminais, a punição pode ser abrandada para uma multa, que pode chegar a 216 mil (cerca de R$ 554 mil).

Zaragoza perde. Desfalcado do atacante, a equipe perdeu por 4 a 3 para o Real Betis, que lidera o Espanhol, após a 5.ª rodada, com 100% de aproveitamento. Em Barcelona, o Espanyol recebeu o Getafe, e venceu por 1 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.