Atacante lamenta pênalti perdido: 'A trave mexeu'

Santista admite que precisa melhorar alguns fundamentos e promete intensificar treinos, mas não desiste das cobranças

Valéria Zukeran, O Estado de S.Paulo

26 de outubro de 2010 | 00h00

Um dia após ter perdido pênalti decisivo na derrota do Santos para o Grêmio Prudente por 3 a 2, em plena Vila Belmiro, Neymar lançou seu site oficial (www.neymaroficial.com) e não escapou das muitas perguntas sobre as dificuldades nesse fundamento. Das 15 cobranças na temporada, perdeu seis - cinco delas depois que abdicou da paradinha.

Nem bem chegou, Neymar não foi poupado pelo apresentador Milton Neves, da TV Bandeirantes. Anfitrião na apresentação do portal e santista assumido, cobrou o atacante em tom de brincadeira. "A trave mexeu", justificou o jogador na tentativa de resposta bem humorada. Na sequência, mais sério, lamentou a derrota santista. "Era um resultado que ninguém esperava... Perdemos a chance de encostar no líder, mas agora é esfriar a cabeça e pensar no Inter."

Neymar admitiu saudade dos tempos da paradinha e garantiu que vai intensificar os treinos. "Tenho de melhorar em tudo: pênaltis, cobranças de falta, chutes a gol, dribles..." O jogador, no entanto, não confirmou se tentará aumentar seu repertório de cobrança daqui para a frente.

Internet. Além do portal, o atacante lançou também sua marca publicitária NJR. Coincidência ou não, o logo do jogador foi criado nas cores do Real Madrid, amarelo e azul. Não é segredo que Neymar visitou o clube espanhol há alguns anos. "O site tem como objetivo me aproximar das pessoas que gostam de mim", afirma. Para incentivar os fãs, o jogador vai realizar promoções, como o sorteio de camisas para os primeiros internautas associados à sua página.

ABAIXO DA MÉDIA

15

pênaltis cobrou Neymar na temporada, desperdiçando seis deles, cinco depois de

ter sido obrigado a deixar de usar a paradinha, sua especialidade

10

gols marcou o atacante no Campeonato Brasileiro, o que o põe como artilheiro

do time, com um gol a mais do que Zé Eduardo, o segundo na disputa interna

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.