Atenas aumenta segurança no credenciamento

Tecnologia usada em passaportes, além de marcas de segurança, como hologramas, estão entre as estratégias utilizadas pelo programa de credenciamento dos Jogos de Atenas para evitar que credenciais olímpicas sejam falsificadas por terroristas. ?Depois dos ataques de 11 de setembro, procuramos limitar ao máximo a possibilidade de invasão de nossa segurança?, disse o responsável pelo credenciamento, Stratis Telloglou, acrescentando que os organizadores foram buscar conselhos até mesmo na CIA. Cerca de 80 mil credenciais serão distribuídas a atletas, jornalistas e membros de delegações e servirão como visto de entrada na Grécia.Segundo Telloglou, a parte mais difícil foi a negociação com a União Européia ? a Grécia faz parte de um grupo de 15 nações que não exige visto para viagens entre os países membros. ?Pela primeira vez na história, a credencial olímpica será usada como visto de entrada no território da União Européia. Dados do portador, como foto e número do passaporte, estarão impressos em um filme muito fino, incorporado ao papel do documento, impossível de imitar.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.