Matt Dunham/AP
Matt Dunham/AP

Atentado em Boston deixa Londres sob alerta para maratona

Organizadores da prova de domingo de manhã aumentam em 40% efetivo responsável pela segurança

O Estado de S. Paulo

20 de abril de 2013 | 08h46

LONDRES - O atentado que atingiu a Maratona de Boston, segunda-feira, teve repercussão direta na organização da Maratona de Londres, que será disputada neste domingo - a elite feminina larga às 5 horas (de Brasília) e a masculina, às 6 h. Durante a semana, os planos de segurança foram revistos e a polícia metropolitana aumentou em 40% o efetivo responsável pela corrida. São esperados 36 mil participantes - entre eles, a nata do atletismo mundial.

O clima de tranquilidade na Olimpíada tranquiliza os competidores. “Acho que teremos o melhor em termos de segurança, como pudemos ver no ano passado”, afirmou a campeã mundial Edna Kiplagat. As vítimas do atentado também serão homenageadas. Antes da largada da elite masculina, serão respeitados 30 segundos de silêncio. Os organizadores também doarão £ 2 (R$ 6,52) por atleta que cruzar a linha de chegada amanhã em benefício das vítimas de Boston.

ESTRELAS

A maratona londrina terá alguns dos principais corredores da distância. A armada queniana, como sempre favorita, conta com Wilson Kipsang (campeão de 2012), Patrick Makau (recordista mundial) e Geoffrey Mutai (o segundo mais rápido do mundo, mas com marca não reconhecida).

Stephen Kiprotich, de Uganda, volta à cidade em que se sagrou campeão olímpico - antes, era um mero desconhecido. E Mo Farah, astro britânico dos Jogos, vai se aventurar ao correr meia maratona. Ouro nos 5 mil e 10 mil, deve estrear para valer na distância de 42.195 m em 2014.

No feminino, além de Edna Kiplagat, corre a campeã olímpica Tiki Gelana, da Etiópia. A brasileira Adriana Aparecida da Silva, ouro no Pan de 2011, tenta índice para o Mundial de Moscou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.